Prefeito Angelo Perugini realizou encontros com moradores, de todas as regiões da cidade, para apresentar o Programa de Incentivo ao Crescimento

A Prefeitura concluiu o primeiro ciclo de reuniões de apresentação do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), lançado em outubro e já apresentado a moradores de mais de 80% dos bairros de Hortolândia pelo prefeito Angelo Perugini. Balanço da Secretaria de Governo mostra que as ações de divulgação do programa já alcançaram mais de 70 mil famílias, em 100 bairros da cidade. O PIC prevê investimentos de cerca de R$ 400 milhões para promover o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano para que Hortolândia cresça com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos. Por meio do programa, serão realizadas mais de 100 obras e serviços. A partir de fevereiro, as plenárias serão retomadas, levando informação sobre as obras para mais pessoas.

As reuniões foram realizadas em escolas, igrejas, além de unidades de serviços da Prefeitura, como o Centro de Convivência da Melhor Idade, no Remanso Campineiro, e o CEMMH (Centro de Educação Musical Municipal de Hortolândia). Conduzidas pelo prefeito Angelo Perugini, estas reuniões apresentaram à população as principais obras previstas no programa.

“Queremos que as pessoas se sintam donas da cidade, por isso realizamos essas reuniões com os moradores. Já apresentamos o PIC para boa parte de Hortolândia e vamos continuar esse diálogo com a comunidade no ano que vem, quando teremos ainda mais novidades, com o início de várias obras. A participação de todos é muito importante. Por meio do PIC, vamos transformar toda a cidade e deixar os bairros integrados, levar mais qualidade de vida à população e melhorar a eficiência dos serviços públicos em todas as áreas”, disse o prefeito.

Para colocar o PIC em prática, a Prefeitura viabilizou, desde 2017, recursos financeiros dos governos federal, estadual e da iniciativa privada. O plano de ação leva em conta as principais necessidades apontadas pela própria população em todas as áreas do serviço público municipal.

Entre as principais intervenções do PIC, o maior volume está em mobilidade urbana. Dados da Secretaria de Obras indicam que serão realizadas intervenções viárias em cerca de 63 mil metros de vias, ação que proporcionará novas ligações entre bairros, ampliação e prolongamento de ruas já existentes e abertura de novos caminhos. Uma das ações será a liberação da Ponte da Esperança (Estaiada) para o tráfego de veículos, por meio da continuidade das obras do Corredor Metropolitano. Haverá também a duplicação da avenida São Francisco de Assis, desde o Jd. São Felipe até a Vila Real, e da Estrada Teodor Cundiev, no bairro Chácaras Recreio Alvorada. Entre as pontes que serão construídas está a de ligação do Jd. Novo Cambuí ao Parque Gabriel, passando por cima do Parque Lago da Fé.

Na área da Saúde, a reforma e ampliação do Hospital é um dos principais investimentos, pois garantirá uma unidade de saúde moderna e mais qualidade no serviço prestado à população. A licitação para contratação da empresa responsável pela obra já está em andamento e os trabalhos começam no primeiro trimestre de 2019.

Outra área que recebe investimentos do PIC é a de proteção ambiental. O município tem projetos para 11 intervenções, que vão ampliar a área verde em 417 mil metros quadrados, o equivalente a 1,88 metros quadrados por habitante. Estão previstos cinco novos parques lineares, que vão criar um corredor ecológico na cidade, desde o Parque Socioambiental Irmã Dorothy Stang, no Jd. Nossa Senhora de Fátima, contornando a cidade pelo Jd. Novo Ângulo. Jd. Carmem Cristina, região central, Parque Gabriel, Jd. Santa Fé, Jd. Santa Clara, até a lagoa que fica atrás da EMS, no residencial Maria de Lourdes. A ação proporcionará a recuperação de nascentes e matas ciliares, além de garantir novos espaços de lazer à população, com uma ciclovia e pista de caminhada contínuas, de cerca de 10 km, unindo todas estas áreas.

Há também projetos nas áreas esportiva, cultural, de segurança, de educação, de desenvolvimento urbano e econômico, de habitação e de inclusão social, todos com a proposta de integrar a comunidade nas ações que proporcionarão o desenvolvimento urbano da cidade. “O PIC vêm de pique, de ânimo, de correr em busca da realização dos sonhos. E para realizar os sonhos da nossa cidade, a população precisa participar”, destacou Perugini.

Carregar mais em Cidade

Leia também

TÉCNICO ELETRÔNICO DE MANUTENÇÃO (Injetoras de Plástico) – v1811856

Detectar defeitos elétricos / eletrônicos em máquinas e equipamentos utilizados pela empre…