Evento, nesta segunda e terça-feira (03 e 04/12), integra agenda dos “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher”

Dentro da agenda dos “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher”, a Prefeitura de Hortolândia promove, a partir desta segunda-feira (03/12), a “Campanha do Laço Branco: homens pelo fim da violência contra a mulher”. Às 10h e às 15h, servidores municipais estarão no Terminal Metropolitano de Hortolândia, no Parque Ortolândia, conversando com motoristas profissionais e passageiros, distribuindo o laço símbolo da campanha e panfletos informativo, explicando os objetivos da mobilização, que está na programação do evento “Direitos Humanos em Debate”, realizado entre os dias 05/11 e 10/12 pela Secretaria de Governo, por meio do Departamento de Diretos Humanos e Políticas Públicas para Mulheres.

Na terça (04/12), às 7h, o diretor do Departamento de Diretos Humanos e Políticas Públicas para Mulheres, Amarantino Jesus de Oliveira, o Tino Sampaio, fará um bate-papo sobre a questão da violência contra a mulher com servidores do Departamento de Serviços Urbanos da Secretaria de Obras, na Rua Capitão Lourival Mey, 869, no Jardim Santana.

Lançada no município em 2017, pelo governo Ângelo Perugini, a Campanha do Laço Branco abraça a mobilização mundial “de homens sensibilizados a sensibilizar outros homens para a causa”, esclarece Sampaio. A mobilização é realizada em parceria com o CMDM (Conselho Municipal dos Direitos da Mulher).

“Não é Não”

Outra importante ação de combate à violência contra a mulher no município, é a Blitz da campanha “Não é Não”, de enfrentamento ao assédio sexual, que acontece neste sábado (01/12), a partir das 10h, no semáforo da Rua Luiz Camilo de Camargo, na Região Central, no trecho entre as Lojas Cem e a Casas Bahia. Até às 12h, servidores municipais abordarão pedestres e motoristas para distribuir panfletos e conversar sobre o tema. Embora o foco seja atingir a população masculina, mulheres também serão abordadas. 

A iniciativa também faz parte da agenda dos “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher”.

16 dias de ativismo

Entre os dias 25 deste mês e 10 de dezembro, uma série de ações buscarão sensibilizar a população no sentido de perceber e enfrentar as diversas modalidades de agressão à figura feminina. É a agenda dos “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher”.Neste período, haverá palestras sobre a “Lei Maria da Penha” e a solidariedade entre mulheres, assim como mobilização contra o assédio sexual (campanha do Laço Branco), além de simpósio para marcar o “Dia Internacional dos Direitos Humanos”. A data, instituída em 1991, é celebrada mundialmente desde 2003, atualmente em mais de 100 países. Confira a programação completa no seguinte link: http://www2.hortolandia.sp.gov.br/images/banners/programacao_direitoshumanos.pdf

Segundo Tino Sampaio, no Brasil a campanha ganha cinco dias a mais, uma vez que a contagem começa a ser feita no dia 20 de novembro. “Queremos tirar o tema do campo da normalidade. Discutir a situação da violência de maneira ampla. Despertar os homens e sensibilizá-los de que alguns atos habituais podem ser de violência, seja verbal, financeira, de cerceamento de liberdade ou de igualdade de condições. Queremos causar estranhamento para promover a reflexão, uma consciência reflexiva”, comenta Sampaio.

A programação do “Direitos Humanos em Debate” se encerra no dia 10 de dezembro, com um simpósio que marca o “Dia Internacional dos Direitos Humanos”.

Carregar mais em Cidade

Leia também

‘Aquaman’ e sequência de ‘Detetives do Prédio Azul’ estão entre as estreias do CineSystem

Adaptação dos quadrinhos da DC Comics, o filme é o primeiro live-action protagonizado por …